Skip navigation

“Volta e meia aconteciam essas situações absurdas. Um dia, por exemplo, eu tinha que ir ao dentista, mas a aula terminou mais tarde que o previsto. De repente, ouvi uma voz num alto-falante:

– “Senhora de casaco azul! Não corra!!”
– “Senhora de casaco azul!!! Pare de correr!!”
– “Ei, casaco azul! Pára de correr!”

– Porque está correndo?
– Estou muito atrasada! Estava correndo para tomar o ônibus.
– Sim… mas.. quando a senhora corre, seu traseiro faz movimentos… como dizer… …impudicos!
– ENTÃO É SÓ VOCÊS NÃO FICAREM OLHANDO PARA A MINHA BUNDA.”

(Dentro do capítulo “As meias”)

Persépolis / Marjane Satrapi; tradução Paulo Werneck. — São Paulo : Companhia das Letras, 2007.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: